Xiaomi Mi Band 5

Tal como era esperado, a Xiaomi acabou de apresentar a sua nova Mi Band 5, num evento online para o mercado chinês. Vemos que muitos dos rumores acabaram por se confirmar.

A Mi Band 5 chega com muito mais recursos que a versão anterior, mas a Xiaomi garante o preço acessível.

É oficial: Chegou a Xiaomi Mi Band 5

As especificações da Xiaomi Mi Band 5

A nova smartband da Xiaomi vem equipada com um ecrã AMOLED de 1,2 polegadas. Este é um ecrã maior face ao da versão 4, que se apresentava com 0,95″. Num dispositivo tão pequeno, este aumento de tamanho fará toda a diferença na apresentação da informação. A sua resolução é de 126 x 294 píxeis e apresenta um espaço de cores RGB DCI/P3.

Dedicada à monitorização do desporto e à saúde, a nova Mi Band suporta agora a monitorização de 11 atividades físicas, além da contagem de passos constante. De relembrar que a anterior suportava apenas 6. A lista de atividades é a seguinte:

  • Corrida
  • Passadeira
  • Bicicleta
  • Caminhada
  • Exercício (livre)
  • Natação
  • Elíptica – novo
  • Remo – novo
  • Salto à corda – novo
  • Bicicleta estática – novo
  • Yoga – novo

Os sensores forma melhorados e, consequentemente, a monitorização das várias atividades também. Mas isso é algo que iremos testar assim que a Mi Band nos chegar ao pulso.

A monitorização do sono, por exemplo, é uma das funcionalidades que foi melhorada, com uma avaliação contínua da frequência cardíaca enquanto se adormece. Segundo a Xiaomi, esta avaliação poderá detetar problemas de sono e a app poderá deixar algumas indicações de forma a que possa melhorar as suas noites.

Sensor SpO2 chega finalmente à Mi Band

O sensor SpO2 que mede os valores de oxigénio no sangue foi agora integrado na nova smartband. Assim, estava avaliação passa a poder ser feita de forma constante durante 8 horas seguidas, sendo feito um registo a cada segundo. Também esta avaliação se pretende que venha melhorar a qualidade do sono.

Uma outra novidade está associada ao universo feminino, com funcionalidades associadas ao registo do ciclo menstrual. Além disso, oferece exercícios de respiração e controlo remoto para a câmara do smartphone.

Tal como os relógios Amazfit da Huami, fabricante das Mi Band, também esta nova smartband passa a avaliar aquilo que se chama de Índice de Vitalidade PAI – Personal Activity Intelligence – que, de forma resumida analisa de forma constante a frequência cardíaca.

Uma nova forma de carregar

A Mi Band 5 vem com uma bateria de 100 mAh que poderá atingir uma média de 14 dias de autonomia. Mas a grande novidade vai para a forma como agora se carrega. Para colocar a smartband à carga deixa de ser necessário retirar a bracelete, agora um pequeno carregador magnético é encostado à parte de baixo da Mi Band, fazendo o seu trabalho.

Finalmente resta destacar que vem com NFC e com a assistente virtual XiaoAI da Xiaomi. Há que considerar que o evento de hoje foi dedicado ao mercado chinês, portanto, nada foi dito sobre a versão global. Especula-se que também a versão global venha com NFC e com assistente de voz, neste caso a Alexa, mas não há ainda essa garantia.

Há, no entanto, que referir que a Mi Band 4 está a ser lançada na Europa com NFC para pagamentos com Mastercard, o que poderá indicar que também a Mi Band 5 chegue com essa característica.